21 Fevereiro, 2017      08:35 GMT +1 Luanda

Comércio entre a China e países de língua portuguesa atinge 75 mil milhões de dólares de Janeiro a Outubro

Enviar por E-mail Versão para impressão

20161228

O comércio entre a China e os países de língua portuguesa nos primeiros 10 meses de 2016 ascendeu a 75 491 milhões de dólares, valor que representa uma quebra homóloga de 10,32%, de acordo com dados oficiais chineses divulgados pelo Fórum de Macau.

De Janeiro a Outubro a China exportou para os oito países de língua portuguesa bens no valor de 23 769 milhões de dólares (-23,64%) e importou bens no montante de 51 721 milhões de dólares (-2,50%), assumindo um défice comercial de 27 952 milhões de dólares.

O Brasil, o principal parceiro comercial da China, exportou para este país no período em análise bens no valor 38 691 milhões de dólares (+3,34%) e importou mercadorias no montante de 17 656 milhões de dólares (-25,6159, tendo o comércio bilateral caído 7,89% para 56 347 milhões de dólares.

Angola surge em segundo lugar por ordem decrescente do valor das trocas comerciais, com 12 788 milhões de dólares (-25,47%), tendo importado bens no valor de 1414 milhões de dólares (-55,96%) e exportado mercadorias no montante de 11 375 milhões de dólares (-18,46%).

Em terceiro lugar surge Portugal com trocas comerciais no valor de 4640 milhões de dólares (+25,95%), em que 3365 milhões de dólares corresponderam a exportações chinesas (+38,97%) e 1275 milhões de dólares a importações de produtos portugueses (+0,98%).

Moçambique registou no período trocas comerciais com a China no valor de 1509 milhões de dólares (-25,01%), com a China a ter vendido bens no montante de 1129 milhões de dólares (-30,97%) e a ter comprado mercadorias no valor de 379 milhões de dólares (+0,89%).

As trocas comerciais da China com os restantes países de língua portuguesa – Cabo Verde, Guiné-Bissau, Timor-Leste e São Tomé e Príncipe – ascenderam a 205,7 milhões de dólares.

Em Outubro, o comércio entre a China e os países de língua portuguesa ascendeu a 6362 milhões de dólares, número que representa uma quebra de 28,49% comparativamente ao valor registado no mês homólogo de 2015. (Macauhub)

 


beyond_words
beyond_words