27 Março, 2017      23:20 GMT +1 Luanda

Angola e Zâmbia ligados por canal fluvial

Enviar por E-mail Versão para impressão

20161229A construção de um canal com 10 quilómetros de extensão, 34 metros de largura e três de profundidade no rio Cuando fica concluída no primeiro semestre de 2017, garantiu ao Jornal de Angola o ministro dos Transportes, Augusto da Silva Tomás.

O canal fluvial entre a sede do município do Rivungo e a localidade de Shangombo, na Zâmbia, vai fomentar as trocas comerciais entre os dois países, indo a ligação dispor de dois navios de passageiros, com capacidade para 25 pessoas cada e duas embarcações de carga de 10 toneladas cada.

O ministro, que efectuou uma visita àquele município, disse que projecto garante maior mobilidade e segurança durante a navegação e fomenta o intercâmbio comercial, político, cultural e social entre as populações dos dois países.

O canal pode ainda ser benéfico para o turismo, ao permitir que “turistas provenientes da Zâmbia entrem em Angola através do Rivungo, para poderem apreciar as belezas do projecto turismo transfronteiriço de Okavango-Zambeze e proporcionar mais colecta de receitas para o país”, acrescentou.

O canal fluvial vai também dar resposta à melhoria das condições ­sociais, com a criação de postos de trabalho, obtenção de rendimentos pessoais e receitas fiscais, aumentar o comércio e serviços para minimizar os problemas da população que reside ao longo da fronteira.

Este projecto, a cargo de uma empresa da África do Sul, inclui a aquisição de equipamentos de sinalização, busca e salvamento, formação de quadros e a construção de pontes-cais nos dois lados para o embarque e desembarque de passageiros e mercadorias. (Macauhub)

 


beyond_words
beyond_words