26 Março, 2017      10:14 GMT +1 Luanda

Exploração de inertes e de madeira com controlo intensificado em Angola

Enviar por E-mail Versão para impressão

O controlo da exploração de inertes e de madeira em Angola vai ser intensificado na sequência da criação recente de uma comissão nacional coordenada pela Administração Geral Tributária (AGT), noticiou o Jornal de Angola.

A comissão, que integra representantes da Polícia Fiscal, serviços de Investigação Criminal (SIC) e de Migração e Estrangeiros (SME), centra a sua actividade actual na identificação das empresas que exploram inertes e madeira para posterior aferição da legalidade e idoneidade tributária de cada uma.

António Vuma, chefe da unidade antifraude da AGT que chefiou uma missão que recentemente se deslocou à província do Cuando Cubango, disse que a comissão nacional vai trabalhar em todas as regiões do país com o apoio dos governos provinciais, no sentido de se identificarem as áreas vulneráveis e as empresas tanto legais, como ilegais, que exploram os recursos minerais e florestais.

Depois da identificação das áreas vulneráveis a nível nacional, “a comissão vai fazer um diagnóstico de quem explora o quê e onde se exerce a actividade e qual é a situação tributária desses contribuintes”, referiu, acrescentando ficar assim concluída a primeira fase do processo.

Numa segunda fase a comissão nacional vai concentrar a sua atenção nas operações de comércio externo, nomeadamente no que se refere aos valores monetários provenientes de exportações que não entram no circuito bancário. (Macauhub)

 


beyond_words
beyond_words